21.09.2017
Moçambique conquistou o lugar de 1.ª dama de Honor - Miss CPLP 2017
Madine Chume conquistou o lugar de 1.ª Dama de Honor Miss CPLP 2017 que ocorreu no dia 16 de Setembro, na sede da UCCLA, em Lisboa.
 
Esta gala foi uma iniciativa do comité Miss CPLP em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a UCCLA.
 
Ficaram a fazer parte do evento apenas 9 candidatas que foram: Lara Isabel dos Santos Sozinho, de Angola; Cristilene Santos Pimenta – Eleita Miss CPLP 2017 - e Priscilla Lopes, de Cabo Verde; Nerida Sabino Correia e Sandra Monteiro – Eleita 2.ª Dama de Honor -, da Guiné Bissau; Madine Chume – Eleita 1.ª Dama de Honor -, de Moçambique; Andresa Soraia Gonçalves Fialho e Catarina Alexandre Sousa, de Portugal e Tatiana Alexandre da Costa Delgado de São Tomé e Príncipe.
 
Nesta edição participariam 2 candidatas de cada país pertencente à Comunidade de Países de Língua Portuguesa que são: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.
 
As candidatas do Brasil, Timor-Leste, Guiné Equatorial e uma de Moçambique, Angola, e São Tomé e Príncipe não participaram no concurso por questões aleias a sua vontade.
 
De realçar que seria a primeira vez que a Guiné Equatorial faria parte da gala, organizada pelo comité cujo presidente é o Celso Soares.
 
Durante o período de preparação, as candidatas tiveram a oportunidade de promover um intenso intercâmbio cultural como o desfile de trajes tradicionais de países de origem.
 
Ainda houve espaço para atuação musical com artistas de diversas regiões, tais como: Magna Oliver (Brasil), Mister JACK (Angola), Fabi Lima (Brasil), Sandrinha (Cabo Verde), TEENOVER (Angola), DON POWER (Angola) e HERMAS (Lusocaboverdiano).
 
O concurso Miss CPLP é uma iniciativa na área da cidadania com carácter intercultural e que visa a difusão e a promoção de valores sociais, culturais de inclusão no âmbito da lusofonia e a partilha do conhecimento sobre a diversidade lusófona.